Secretários e prefeitos planejam enfrentamento das arboviroses com a SESA

Encontro realizado pela SESA, no auditório da Escola de Saúde Pública do Ceará, contou com a participação de mais de 200 gestores, visando o esforço em ações intersetoriais


Na manhã desta segunda-feira (13), o auditório da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP) foi palco para um encontro de gestores acerca do cenário epidemiológico das Arboviroses no Ceará. Na solenidade de abertura, destacou-se a participação do secretário de saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues (Dr. Cabeto); presidente do CONASEMS, Wilames Freire; presidente do CESAU, Pedro Filho; além do vice-presidente do COSEMS/CE, Rilson Andrade.

Dentro da programação, Dr. Cabeto foi responsável por apresentar o cenário epidemiológico do Ceará para o ano de 2020, mostrando que 98% dos municípios cearenses tiveram casos de Arboviroses documentados, além de um incremento de 280% de casos de dengue em comparação ao ano de 2018. “Esse cenário faz com que nós, que fazemos a saúde pública cearense, nos associemos para reduzir os efeitos e a gravidade dessas doenças que, não só é ruim do ponto de vista de mortalidade, como também, de morbidade, principalmente para a população de idosos e crianças”, afirmou o secretário.

Considerando os quatro tipos conhecidos de dengue (DENV-1, DENV – 2, DENV – 3 e DENV-4), presentes por todo o Brasil, o tipo 2 é o que mais preocupa a SESA e os municípios cearenses, devido ao nível de agressividade do segundo sorotipo do vírus Aedes aegypti. Por possuir características não tão comuns para as regiões do Nordeste, a Secretaria não descarta a possibilidade de infecção vinda de uma outra região brasileira. Por isso, toda a atenção no combate e prevenção as doenças causadas pelo vírus serão analisadas fortemente durante todo o ano.

Presente também na discussão, o CONASEMS, através do presidente Wilames Freire, comentou sobre o papel da União dentro das ações de financiamento e prevenção às Arboviroses. “Onde o cidadão que presta o serviço e é atendido, é o local que deve ficar a maior parte dos recursos financeiros. A União deve ser o monitor de tudo isso, no processo de arrecadação e distribuição, com o Estado fazendo o trabalho de apoio logístico, de treinamento e capacitação, uma parceria naquilo que nós não temos condições de realizar”.

Balanço 2019

Finalizando os debates, Dr. Cabeto convidou a todos os gestores, técnicos e demais profissionais da saúde, para participarem no dia 10 de fevereiro de 2020, no Centro de Eventos do Ceará, da apresentação do Balanço de ações desenvolvidas e planejadas no ano de 2019, detalhando sucessos e insucessos da gestão. Mais informações em breve no site da SESA.

IntegraSUS

No ar desde agosto de 2019, o IntegraSUS é uma ferramenta de transparência da gestão pública cearense, integrando os sistemas de monitoramento e gerenciamento epidemiológico, hospitalar, ambulatorial, administrativo, financeiro e planejamento da Secretaria de Saúde do Estado.

O projeto faz parte de um processo de digitalização da saúde, previsto para ter sua totalidade (100%) completa em 2023, com dados e indicadores atualizados semanalmente, possibilitando a população ter acesso a todo tipo de informação limpa, transparente, melhorando consequentemente a qualidade do acesso.

Para saber mais sobre o IntegraSUS, clique aqui.


Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE

Fernando Cruz / Mário Cabral / Pedro Luna
Telefone: (85) 3101.5444